sexta-feira, 11 de março de 2011

FEMME FATALE





Till The World Ends
- ótima escolha de segundo single, ótima música para abrir o CD, a música é crescente, o refrão que só aparece da metade pro final da música é épico, um hino para gritar na pista.

Hold It Against Me- ótima escolha de primeiro single, a música já é conhecida, sucesso, um refrão marcante, as batidas dubstep, o HAZY rs, a música é top 3 melhor lead single da Britney.

Inside Out- sexy, lembra um pouco as batidas das faixas sensuais da Ciara, porem melhor, muito melhor, o breathe on me dessa década, a música exala sexo.

I Wanna Go- potential hit completo, mais uma faixa pras pistas, os assovios são marco dessa faixa, simplesmente perfeita, uma obra dance.
How I Roll - a principio, a unica música que não faria falta se não fosse single, por outro lado não deixa de ser de qualidade, uma delicia pra se ouvir aos fones de ouvidos, batidas e efeitos de outro mundo, é como se essa música fosse ser lançada em 2080 e Britney com todo seu poder adiantou algumas décadas.

(Drop Dead) Beautiful- o refrão é o mais chiclete possível do álbum, a letra a mais boba, porem a batida é fodástica, e o rap da Sabi da o up certo, resumindo, mais uma faixa perfeita.
Seal It With A Kiss- por enquanto minha preferida do CD, o dubstep nela é hipnotizante, a letra é maravilhosa, a música é incrível, do tipo que você escuta até o ano seguinte e não enjoa.

Big Fat Bass- o som feito pelo will.i.am é bem característico depois de seus 2 ultimos trabalhos no grupo black eyed peas. Britney mostrando todo seu poder e potência, fez dessa musica que na minha opinião inicial soaria como uma musica qualquer na voz da Fergie em um verdadeiro hino pop.
Trouble For Me- sick sick sick beats, a faixa mais dark do CD, você se vê em um clube alternativo londrino ouvindo ela, extremamente boa.

Trip To Your Heart- divina, é a junção de heaven on earth do CD blackout, com o hit all the lovers da kylie, é a faixa com a letra mais fofa do CD.

Gasoline - GEMIDOS DE BRITNEY, ou seja, orgasmica.

Criminal- e como se não bastasse todas as perfeições anteriores, esse música sambando na cara de todos os haters do mundo, profunda, sobre um verdadeiro bad romance <3>

3 comentários:

@line disse...

ai eu amo ela rsrsrs
la no site qualealetradamusica.com.br tem tds letras dela, mto legal,bjjjj

Pop Nosso disse...

Em 2007 quando Britney lançou o Blackout, sair lendo pela internet as críticas que os sites especializados em música tinham feito sobre o álbum. Uma me chamou a atenção, não me lembro exatamente de que site era, mas sei que o texto dizia que ao escutar blackout tinhamos a sensação de que Britney de alguma forma tinha visitado o futuro, pego tudo que era tendência em 2027 e tinha trazido para o presente e feito um excelente álbum.

Concordo quando Charles diz que How I Roll parece de 2080, não só essa faixa como o Femme Fatale todo. Parece que novamente Britney pegou o primeiro Wormhole e partiu rumo ao futuro e trouxe tudo de maravilhoso e revolucionário para seu novo álbum. Acho que é justamente isso que os Haters não compreendem, essa visão de futuro que nossa garota tem e por isso preferem criticar, colocando defeitos onde não tem. Falando que o cd é cheio de auto tune, que as músicas são composições de todos menos de Britney e que a voz dela é manipulada. Ora porra! vão encher o saco de outro, se querem escutar música sem manipulação, sem auto tune vão ouvir musica clássica, MPB . Ou melhor se tão achando ruim o álbum, vão lá e façam um melhor... Mas eu acho muito difícil. Querendo ou não Britney é uma artista incrível, amada e idolatrada por mim e por muitos e que merece respeito.

Voltando as faixas do Femme Fatale: Till the World Ends e Hold Against Me eu já conhecia e adoro, são perfeitas. Mas as que me chamaram mais atenção foram: “Inside Out” por motivos óbvios e pela frase “Won’t you give me something to remember?” preciso dizer isso a algumas pessoas; “Trouble For Me” pela letra, pela sua pegada e pela voz de Britney, eu li em um site que acham essa faixa parecida com a parte eletro do cd American Life (por sinal, adoro) de Madonna, concordo; “Trip to your Heart” que com toda sua doçura fez eu me apaixonar de primeira. Logo notei que ela lembrava a “Heaven on Earth” e confesso que agora depois do que Charles disse vejo um pouco de “All the Lovers” de Kylie nela; E “Criminal” isso sim é um bad romance kKKKK, uma faixa delicosamente linda.
Enfim, a princesinha do pop não me decepcionou.

Deusa Britney seja louvada.

Anônimo disse...

HAHA Adorei sua review, ótimo saber que você curte ela *-*

Se puder, leia a minha crítica também: http://mozartherbert.tumblr.com/post/3802486593/minha-review-do-album-femme-fatale-britney-spears